5 livros não jurídicos para entender o futuro do Direito

O futuro do Direito é incerto, mesmo para os mais renomados futuristas. No entanto, é inegável que o campo está atravessando grandes transformações. De um lado, temos presenciado um aumento exponencial das soluções tecnológicas desenvolvidas por lawtechs e legaltechs, hoje à disposição do mercado brasileiro. De outro, as novas tecnologias estão trazendo problemas jurídicos complexos e inusitados às mesas dos magistrados.

Para se preparar para o mercado jurídico do amanhã, os profissionais da área devem desenvolver saberes multidisciplinares normalmente não encontrados nos livros jurídicos. Ao dizer isso, não estou menosprezando a importância dos livros jurídicos para a formação profissional. Eles são e continuarão sendo importantes. Mas o Direito, inegavelmente, é um dos campos que mais tem dificuldade de acompanhar o ritmo social.

O futuro do Direito

Daí decorre a importância de leituras não jurídicas para entender quais são os drivers que estão mudando as “regras do jogo” e afetando todos os campos, indústrias e setores, incluindo o próprio Direito. Sendo assim, selecionei hoje 5 livros não jurídicos para entender o mundo acelerado e complexo que estamos vivendo e, ao mesmo tempo, o que o futuro reserva para o campo do Direito. Confira, então, as indicações:

1. Abundância (2012)

futuro do Direito 01

A obra, escrita por Peter Diamandis e Steven Kotler, apresenta o conceito de crescimento exponencial e as tecnologias que estão progredindo em ritmo acelerado. Além disso, revela a importância de enxergar o mundo através do paradigma da abundância, sendo de leitura fundamental para profissionais do Direito.

  • Enfim, clique AQUI para saber mais sobre o livro.

2. A Segunda Era das Máquinas (2015)

futuro do Direito 02

No livro, os autores Erik Brynjolfsson e Andrew McAfee ilustram os impactos das tecnologias digitais e revelam quais são as forças que estão promovendo uma verdadeira reinvenção de nossas vidas e nossa economia. Leitura recomendadíssima.

  • Enfim, clique AQUI para saber mais sobre o livro.

Sobre o futuro do Direito, é provável que você goste:

A advocacia está passando por duas grandes transformações (e nunca mais será a mesma)

3. A Quarta Revolução Industrial (2015)

futuro do Direito 03

Livro essencial para entender o mundo de hoje. O autor, Klaus Schwab, demonstra como as novas tecnologias estão fundindo os mundos físico, digital e biológico. Tanto o Direito quanto seus operadores estão inseridos nesse novo contexto da chamada Quarta Revolução Industrial.

  • Enfim, clique AQUI para saber mais sobre o livro.

4. As Indústrias do Futuro (2016)

Escrito por Alec Ross, o livro explora uma série de temas, como robótica, inteligência artificial, cibersegurança e Big Data. Em síntese, a obra, de leitura recomendada aos profissionais do Direito, ilustra as indústrias-chave do futuro e as tendências globais para os próximos anos.

  • Enfim, clique AQUI para saber mais sobre o livro.

5. Inevitável (2017)

Este é um livro que todo profissional do Direito deve ler. Escrita por Kevin Kelly, a obra ilustra cenários de como as próximas transformações afetarão nossas vidas. No livro, aliás, o autor sustenta que as tendências tecnológicas hoje em movimento definirão o futuro e muito do que acontecerá nos próximos 30 anos é inevitável.

  • Enfim, clique AQUI para saber mais sobre o livro.

Gostou das indicações de livros para entender o futuro do Direito?

Faltou algum livro importante? Deixe seu comentário abaixo!


Quer estar por dentro de tudo que envolve Direito, inovação e novas tecnologias?

Então, siga-me no FacebookInstagram e LinkedIn e acompanhe conteúdos diários para se manter atualizado.

Bernardo de Azevedo

Advogado, empreendedor, professor e pesquisador de novas tecnologias. Acredita no poder da informação como forma de incentivar as pessoas a promover mudanças.

Anterior

Resistir às novas tecnologias não é exclusividade dos advogados brasileiros

Próximo

O que os especialistas estão dizendo sobre o mercado jurídico de 2020