Advogado utiliza drone em ação de usucapião rural

Um advogado de Minas Gerais (MG) recentemente usou um drone em uma ação de usucapião rural, com objetivo de registrar vídeos e imagens aéreas de uma plantação de eucaliptos. Com o drone, o profissional Rafael Torres Santana buscou demonstrar o tamanho da plantação e facilitar a compreensão do magistrado sobre o caso concreto.

Drone em ação de usucapião rural

O caso envolvia a discussão em torno da propriedade de uma plantação de eucaliptos, que era a principal fonte do sustento do cliente de Rafael. Só para ilustrar, há mais de 14 anos o cliente pagava o Imposto Territorial Rural (ITR), em seu próprio nome, para cultivar a plantação, localizada em um imóvel rural em Paraopeba (MG).

Na ação ajuizada, os confrontantes do imóvel não se opuseram ao pedido. Aliás, até confirmaram que a plantação de eucaliptos era a fonte de sustento do cliente de Rafael. Ainda assim, o profissional decidiu utilizar um drone, modelo DJI Phantom 4 Pro, para capturar imagens do local e demonstrar todo o cultivo realizado pelo cliente.

Usei o drone para trazer mais realidade ao alegado e documentado no processo, já que o autor utiliza a área para seu sustento e tem como fonte de renda principal o plantio de eucaliptos. – Rafael Torres Santana

É provável que você goste:

Advogado usa drone em processo de divisão de terras

Imagens aéreas registradas pelo drone

Nesta imagem, em síntese, o drone registra a visão aérea do imóvel rural:

Já nesta imagem o objetivo é ilustrar a quantidade de eucaliptos já plantados:

E nesta imagem o advogado procurou demonstrar que o cliente seguia cultivando a plantação:

Um dos objetivos principais dos vídeos e fotos em alto nível de drone é trazer uma realidade aumentada para facilitar o entendimento do magistrado. É possível oferecer uma experiência diferente para que possa decidir como se estivesse presencialmente na fazenda ou na área rural discutida. – Rafael Torres Santana

Em suma, os drones estão ganhando cada vez mais espaço entre os profissionais da advocacia. Embora não sejam aparelhos baratos, o custo para aquisição vem reduzindo a cada dia. Com os drones, os advogados registram imagens de locais ermos ou não capturados pelo Google Street View, levando a produção de prova ao próximo nível.


Enfim, quer estar por dentro de tudo que envolve Direito, inovação e novas tecnologias?

Siga-me, então, no FacebookInstagram e LinkedIn e acompanhe conteúdos diários para se manter atualizado.

Bernardo de Azevedo

Advogado, empreendedor, professor e pesquisador de novas tecnologias. Acredita no poder da informação como forma de incentivar as pessoas a promover mudanças.

Anterior

Curso de Direito da UNIVALI é o primeiro a ensinar Visual Law na graduação

Próximo

Conheça 6 juízas brasileiras que já usam Visual Law