Advogados investem em tecnologia para atender melhor seus clientes

O especialista em tecnologia jurídica Bob Ambrogi recentemente destacou que a pandemia gerou transformações nunca antes vistas na advocacia. Conforme o expert, que acompanha as tendências do setor jurídico há mais de duas décadas, o novo momento forçou os escritórios a adentrar na era digital, para atender melhor seus clientes.

O novo contexto da advocacia

A pandemia expôs falhas estruturais em nossos sistemas de justiça. Sabíamos que existiam problemas, mas o novo contexto revelou que peças desgastadas precisavam ser trocadas. Como consequência, os profissionais se conscientizaram que há maneiras mais eficazes de solucionar os conflitos judiciais, tais como os sistemas alternativos de disputas.

As mudanças ainda estão acontecendo, mas Bob realça o uso acentuado da tecnologia. Escritórios de advocacia passaram a investir em soluções tecnológicas, com o objetivo de atender seus clientes com mais qualidade e eficiência. Além disso, metodologias ágeis entraram em cena para otimizar os fluxos internos e a entrega dos serviços jurídicos.

atender melhor seus clientes 01
Para Bob Ambrogi, não haverá retorno ao status quo anterior

É provável que você goste:

Tecnologia ajuda escritórios de advocacia a melhorar a qualidade dos serviços

Advogados querem atender melhor seus clientes

De acordo com Bob Ambrogi, não há como voltar atrás. Não podemos supor que escritórios de advocacia que conheceram o potencial das novas tecnologias retornarão às práticas antiquadas de antes. Seria, analogicamente, como tentar recolocar a pasta de dente para dentro do tubo. Já esprememos o tudo e agora não há como “devolver” o conteúdo:

Aqueles entre nós que já eram tecnologicamente astutos levaram o uso da tecnologia para um nível ainda mais alto. Aqueles  menos avançados em seu uso não tiveram escolha a não ser acelerar sua adoção. Bob Ambrogi

Quanto mais os profissionais intensificam o uso da tecnologia, mais enxergam seus potenciais para oferecer serviços melhores. Ambrogi está convencido, portanto, de que não haverá retorno ao status quo anterior. Se antes eram vistas como conveniência, as ferramentas tecnológicas agora se tornaram essenciais aos escritórios de advocacia.


Enfim, quer estar por dentro de tudo que envolve Direito, inovação e novas tecnologias?

Siga-me, então, no FacebookInstagram e LinkedIn e acompanhe conteúdos diários para se manter atualizado.

Bernardo de Azevedo

Advogado, empreendedor, professor e pesquisador de novas tecnologias. Acredita no poder da informação como forma de incentivar as pessoas a promover mudanças.

Anterior

Casal nos EUA se casa no metaverso

Próximo

ÍRIS publica guia sobre Linguagem Simples e Direito Visual