Assinador.Online propõe nova forma de elaborar documentos e coletar assinaturas

Continuo a série de entrevistas com (co)fundadores de lawtechs e legaltechs. Hoje é a vez de conhecer a Assinador.Online, uma plataforma que propõe uma nova forma de elaborar documentos e coletar assinaturas. Conversei com Leonardo Stocker Pereira da Cunha, COO, sobre as soluções, o funcionamento e a composição da startup:

assinador 01

1. Em primeiro lugar, como surgiu a Assinador.Online?

A plataforma surgiu da necessidade de otimização da rotina dos escritórios na elaboração inteligente de documentos e coleta de assinaturas digitais – uma proposta um pouco diferente do que há no mercado em termos de assinatura eletrônica hoje. A tecnologia é bem completa, 100% digital e muito fácil de usar. O projeto foi desenvolvido através de uma equipe com background sólido em criação de lawtechs e sistemas para escritórios disruptivos. Só para ilustrar: startup @tomaz.app e @digcap.

2. Só para ilustrar, quais são os serviços oferecidos pela startup?

Entre os principais serviços da plataforma, destacam-se, em síntese:

  • Gestão online de documentos: os documentos são elaborados, editados, enviados para coleta de assinaturas e armazenados, tudo em um só lugar;
  • Assinatura digital: coleta de assinatura com validade jurídica onde quer que o signatário esteja, através de e-mail ou link por WhatsApp;
  • Modelo padrão de documento: customização de documentos que poderá ser utilizado para diferentes signatários;
  • Formulário inteligente: coleta de informações precisas através de um questionário inteligente preenchido pelo signatário;
  • Biblioteca de documentos: disponibilização de modelos de documentos pré-prontos dentro da plataforma.

É provável que você goste:

LEXIO é uma plataforma de criação e gestão de contratos

3. Em suma, qual é o diferencial em relação às demais startups que oferecem soluções similares?

A experiência do usuário é totalmente diferente de qualquer outra ferramenta. O principal diferencial é a criação de documentos interativos, onde quem assina monta o documento juntamente com quem o enviou. Através do preenchimento de um formulário inteligente, o signatário fornece informações específicas que constarão automaticamente no documento.

Assim, um advogado, por exemplo, não precisará preencher todos os dados do signatário no documento fazendo com que o próprio signatário preencha seus dados. Isso otimiza tempo e reduz custos. A utilização é muito simples, aliás, fazendo com que pessoas com dificuldades em entender novas tecnologias possam assiná-las. Vimos muitas pessoas não conseguindo assinar outras plataformas, diante da dificuldade em clicar em vários botões e caixas de seleção!

4. A startup tem, aliás, um Propósito Transformador Massivo (MTP)? Se sim, qual?

Além de otimizar a rotina dos usuários, queremos transformá-los em programadores, permitindo que eles criem os formulários inteligentes a serem preenchidos pelo signatário (campos de preenchimento). Sendo assim, os usuários da plataforma passam a automatizar as suas peças e podem utilizá-las como modelo padrão para diferentes signatários. User Experience da plataforma e – por óbvio – os formulários inteligentes (campos de preenchimento), onde transformamos os usuários da plataforma em programadores 🙂

É provável que você goste:

Lexly é uma plataforma para criar contratos inteligentes online

5. Quem são, em suma, as pessoas por trás da Assinador.Online?

  • Gustavo Bier Tagliari – CTO, Eng. de Controle de Automação pela PUC/RS
  • Ricardo Utz – CMO, Formado em Desenho Industrial pela ULBRA/RS.
  • Leonardo Stocker Pereira da Cunha – COO, Formado em Direito pela PUC/RS, Mestre em Direito pela UFRGS e Doutorando em Direito pela UERJ.
  • Marina Paraboni – CPO, Formada em Direito pela UFRGS.

Enfim, quer estar por dentro de tudo que envolve Direito, inovação e novas tecnologias?

Siga-me, então, no FacebookInstagram e LinkedIn e acompanhe conteúdos diários para se manter atualizado.

Bernardo de Azevedo

Advogado, empreendedor, professor e pesquisador de novas tecnologias. Acredita no poder da informação como forma de incentivar as pessoas a promover mudanças.

Anterior

TJES recomenda uso de Visual Law em avisos de privacidade

Próximo

Escritórios de advocacia estão aprendendo valiosas lições durante a pandemia