Cláusula Certa oferece uma experiência de busca assertiva de cláusulas contratuais

Continuo a série de entrevistas com (co)fundadores de lawtechs e legaltechs do Brasil. Só para ilustrar: mais de 40 startups já compartilharam suas experiências neste site. Nesta entrevista recebi a Cláusula Certa, uma startup que oferece uma experiência de busca assertiva de cláusulas contratuais. Conversei com Bruno Pazetii sobre o funcionamento, as soluções e os planos para o futuro. Conheça, então, a Cláusula Certa:

Cláusula Certa 01

1. Em primeiro lugar, como surgiu a Cláusula Certa?

A iniciativa surgiu da experiência em um ambiente de tecnologia Open Source. Observamos que o mercado do Direito carece de práticas colaborativas de divulgação de conteúdo, em contraste ao mundo de desenvolvimento de software Open Source, onde o compartilhamento de conteúdo, além de dar notoriedade ao idealizador de cada projeto, acelera em muito o desenvolvimento de novas tecnologias.

Além disso, atrelado à questão da ausência de gestão da informação lato senso no mercado em geral, trazemos a ideia de promover o controle das cláusulas, bem como a gerência eficaz dos contratos por meio do uso de alta tecnologia.

2. Só para ilustrar, quais são as soluções oferecidas?

Hoje o Cláusula Certa oferece um banco de cláusulas contratuais gratuito e Open Source, para que a comunidade jurídica possa (a) evoluir, em conjunto, o conteúdo jurídico, (b) discutir acerca dos impactos dos novos modelos de negócios oriundos do cenário de efervescência tecnológica que vivemos.

É provável que você goste:

Busca Legal pretende revolucionar a área fiscal com computação cognitiva

3. Em resumo, qual é o diferencial da Cláusula Certa em relação às demais startups que oferecem soluções similares?

Nosso diferencial é a facilidade de se encontrar conteúdo jurídico gratuito de alta qualidade. O mercado das chamadas LawTechs tem crescido de forma exponencial. O Cláusula Certa se propõem a ser um portal de colaboração de conteúdo entre profissionais do Direito. Cunhamos o termo “Direito Open Source”. Até o momento do lançamento do Cláusula Certa não havia nenhuma outra empresa olhando para este segmento. Ficamos felizes que logo após nosso lançamento algumas outras empresa do setor começaram a olhar também para este movimento.

4. A Cláusula Certa tem um Propósito Transformador Massivo (MTP)? Se sim, qual?

Sem dúvida. O MTP é acelerar e elevar o nível de conhecimento de toda a comunidade Jurídica. Quando pensamos na aplicação do conceito Open Source no ambiente jurídico, o intuito principal foi transformar a maneira pela qual os operadores do direito pensam e elaboram o conteúdo Jurídico. O mundo tem se transformado diariamente e os modelos de negócio atuais exigem velocidade e conhecimento interdisciplinar.

Por exemplo, quando falamos em Política de Privacidades, poucos profissionais do Direito estão verdadeiramente preparados para escrever sobre o assunto. No Cláusula Certa você encontra este conteúdo gratuitamente e conhece o profissional que criou este conteúdo. Desta forma estamos acelerando e elevando o nível de conhecimento de toda a comunidade acerca deste assunto. Estamos só no começo, muitos outros assuntos estão por vir.

5. Em síntese, quem são as pessoas por trás da Cláusula Certa?

Diversas pessoas estão envolvidas neste projeto, pessoas que colaboram na ideação do produto. Neste momento publicamente estão atuando Bruno Pazetti e Bruno Feigelson.

6. Enfim, quais são os planos para os próximos anos?

Temos uma visão de novas funcionalidades bastante ampla para os próximos meses e anos. Novas funcionalidades que facilitem o desenvolvimento de conteúdo colaborativo, o ambiente Open Source privado e legal analytics envolvendo contratos. Pensamos também em expansão territorial, considerando o ambiente contratual possui uma conectividade muito grande. 


Quer estar por dentro de tudo que envolve Direito, inovação e novas tecnologias?

Então, siga-me no FacebookInstagram e LinkedIn e acompanhe conteúdos diários para se manter atualizado.

Bernardo de Azevedo

Advogado, empreendedor, professor e pesquisador de novas tecnologias. Acredita no poder da informação como forma de incentivar as pessoas a promover mudanças.

Anterior

Tribunal chinês usa realidade virtual para reconstruir cena do crime

Próximo

Looplex é uma plataforma para automação inteligente de documentos