Como a animação 3D pode ajudar a representar acidentes de trânsito

As animações 3D vêm ganhando cada vez mais espaço entre os profissionais da advocacia. Tais recursos visuais são muito úteis para ilustrar como os fatos aconteceram, sobretudo para representar acidentes de trânsito. Veja o que já é possível fazer com a tecnologia existente hoje, para explicar a dinâmica das colisões nos mínimos detalhes:

Representação do cenário

Com a tecnologia atual, advogados são capazes de representar o cenário no qual o acidente ocorreu. Em resumo, é possível detalhar as características do ambiente e da pista. Além disso, os softwares já são avançados o suficiente para ilustrar as condições de visibilidade, ou seja, se o motorista estava apto a enxergar a vítima antes da colisão:

Representação do veículo

Mais: é possível representar o veículo com todas as suas características (marca, cor, placa, tamanho, etc.). Com a animação 3D, em resumo, os advogados ilustram aspectos que o texto não dá conta de representar. Além disso, os profissionais podem demonstrar a velocidade empregada pelo motorista no momento da colisão:

É provável que você goste:

Animações 3D ajudam a ilustrar a dinâmica de acidentes de trânsito

Simulação do impacto

É difícil descrever, em palavras, como o impacto aconteceu. Em síntese, o advogado precisa realizar um esforço enorme para relatar uma colisão entre veículos, sem garantia de que o juiz realmente entenda a dinâmica do acidente. Desse modo, a simulação computadorizada do impacto ilustra aquilo que o texto seria incapaz de descrever:

Visão do motorista e da vítima

Para embasar suas teses jurídicas, profissionais da advocacia podem ilustrar o que cada envolvido enxergava no momento do acidente de trânsito. A animação 3D revela o campo visual, tanto do motorista quanto da vítima. A partir das perspectivas apresentadas, em suma, o magistrado conseguirá ter uma compreensão mais ampla sobre o caso:

Não só em acidentes de trânsito

As possibilidades da animação 3D não se esgotam nesses exemplos. O potencial de aplicação, aliás, não se restringe ao âmbito dos acidentes de trânsito. Narrativas relacionadas a processos criminais, cíveis, trabalhistas e ambientais também estão sendo aprimoradas com os recursos visuais. Será o início de uma nova era da comunicação jurídica?


Crédito pelas animações: View 3D Studio


Enfim, quer estar por dentro de tudo que envolve Direito, inovação e novas tecnologias?

Siga-me, então, no FacebookInstagram e LinkedIn e acompanhe conteúdos diários para se manter atualizado.

Bernardo de Azevedo

Advogado, empreendedor, professor e pesquisador de novas tecnologias. Acredita no poder da informação como forma de incentivar as pessoas a promover mudanças.

Anterior

Como a realidade virtual pode ajudar na preparação para audiências e julgamentos

Próximo

Juíza goiana adota Visual Law em resumos de sentenças