Entenda como a animação 3D está transformando a comunicação jurídica

Compartilhe este conteúdo

Explicar a dinâmica de um acidente de trânsito no corpo da petição é um grande desafio para os profissionais da advocacia. Isso porque, por melhor redigido que seja, o texto não dá conta de representar como a colisão exatamente aconteceu. Falta ao juiz a visualização dos fatos, o que afeta a comunicação jurídica.

Ilustrando a dinâmica do acidente

Só para ilustrar o desafio que me refiro, leia estes quatro parágrafos:

Alguns quilômetros após passar o radar, o condutor da BMW, que conduzia seu veículo pela pista da esquerda, avistou pelo retrovisor um veículo Volvo, cor preta, em alta velocidade, fato que o fez se deslocar para a pista da direita.

Em seguida, o veículo Volvo estava “costurando” os outros veículos pela estrada, sempre em alta velocidade, freando bruscamente sempre que havia um radar próximo.

O motorista da BMW conduzia o seu veículo na BR 277, sentido Curitiba, quando, então, o veículo Volvo entrou rapidamente em sua frente.

Na primeira oportunidade que teve, o veículo Volvo ultrapassou a BMW pela direita e entrou em sua frente, fazendo com que o condutor da BMW freasse seu automóvel, perdendo o controle do carro.

Agora feche os olhos e imagine o acidente. Você teria facilidade em narrar para outra pessoa como a colisão aconteceu? Se você como a maioria, precisará ler mais de uma vez para visualizar mentalmente a dinâmica da colisão. Pense agora em seu interlocutor, o magistrado do caso. Será que conseguirá entender a colisão de imediato?

Ao adotar o primeiro modelo, em síntese, há um risco de que você não seja claro o suficiente na petição e até confunda o julgador.

Agora, imagine ilustrar esses mesmo quatro parágrafos usando uma animação 3D como esta, em que é possível representar a dinâmica nos seus mínimos detalhes:

É provável que você goste:

Usar imagens no corpo da petição pode fazer toda a diferença

A animação 3D está transformando a comunicação jurídica

Com animações como essa, produzida pela View 3D Studio, você conseguirá realçar as condições da pista; representar a progressão do movimento dos veículos; e demonstrar o ponto de vista de cada um dos motoristas. É uma grande diferença, não é mesmo? Não há como comparar o nível de compreensão com o texto escrito.

O uso de recursos visuais na área jurídica vem crescendo cada vez mais, e a animação 3D permite ajudar o julgador na compreensão de situações processuais específicas. O foco não é eliminar o texto escrito, que continuará sendo relevante, mas empregar o poder dos elementos visuais para melhorar a comunicação da mensagem.


Enfim, quer estar por dentro de tudo que envolve Direito, inovação e novas tecnologias?

Siga-me, então, no FacebookInstagram e LinkedIn e acompanhe conteúdos diários para se manter atualizado.

Bernardo de Azevedo

Bernardo de Azevedo

Advogado. Doutorando em Direito (UNISINOS). Mestre em Ciências Criminais (PUCRS). Especialista em Computação Forense e Segurança da Informação (IPOG). Professor dos Cursos de Pós-Graduação em Direito da Universidade FEEVALE e da Universidade de Caxias do Sul (UCS).
Rolar para cima
× Como posso te ajudar?