Legal analytics ganha espaço entre os escritórios de advocacia

Recente relatório conduzido pela ALM Intelligence, em parceria com a empresa LexisNexis, revelou que sistemas de legal analytics vêm ganhando espaço entre os escritórios de advocacia. Intitulado 2020 Legal Analytics Study, o levantamento contou com a participação de 163 profissionais, todos integrantes de grandes bancas.

  • Clique AQUI para ler o relatório.

Análise de dados e escritórios de advocacia

A maioria dos entrevistados (70%) está utilizando legal analytics – termo que engloba o conjunto de técnicas capazes de oferecer análises jurídicas baseadas em dados, facilitando o processo de tomada de decisões. Entre os respondentes, só para ilustrar, 75% afirmaram que a adoção de tais ferramentas aumentou significativamente nos últimos 12 meses.

Em síntese, a competição cada vez maior no mercado jurídico, somada ao aumento de expectativas dos clientes, está incentivando a adoção de ferramentas de legal analytics. Tanto é verdade que, entre os participantes que ainda não utilizam, 92% responderam que pretendem implementar sistemas de análise de dados nos próximos 12 meses.

Em síntese, o legal analytics está ganha espaço entre os escritórios de advocacia

É provável que você goste:

Legal analytics é o futuro da advocacia, sugere especialista

Escritórios estão percebendo valor no legal analytics

Estão entre as finalidades principais dos sistemas: conhecer as percepções e entendimentos dos magistrados em relação os casos judiciais; demonstrar expertise ou vantagem competitiva para os clientes; desenvolver as melhores estratégicas para atuação técnica; avaliar casos concretos; e gerar inteligência competitiva para novos negócios.

A pesquisa revela que os escritórios de advocacia estão percebendo valor no legal analytics. Em resumo, 98% dos entrevistados afirmaram que sistemas de legal analytics melhoraram o desempenho de seus escritórios de advocacia; e 90% responderam que tais ferramentas tornam os advogados melhores, mais informados e mais eficientes.


Enfim, quer estar por dentro de tudo que envolve Direito, inovação e novas tecnologias?

Siga-me, então, no FacebookInstagram e LinkedIn e acompanhe conteúdos diários para se manter atualizado.

Bernardo de Azevedo

Advogado, empreendedor, professor e pesquisador de novas tecnologias. Acredita no poder da informação como forma de incentivar as pessoas a promover mudanças.

Anterior

Advogados enfrentam problemas técnicos em audiências virtuais

Próximo

Como astronautas, estudantes de Direito vão aprender com realidade virtual