O mundo (do Direito) não será mais como era antigamente

Já são mais de duas semanas de quarentena. Enquanto as pessoas estão dentro de casa, o COVID-19 não para de se multiplicar ao redor do globo. O crescimento do coronavírus é exponencial, e o mundo está bem próximo de chegar a um milhão de casos. (É provável, aliás, que esse patamar já tenha sido atingido quando você estiver lendo este texto).

Crescimento exponencial do COVID-19

O mundo presenciou epidemias nos séculos anteriores, mas nenhuma nesta escala. A pandemia do COVID-19 é diferente dos surtos anteriores. A capacidade de transmissão é altíssima, o que fica bem demonstrado pelos gráficos de aumento da doença. Paradoxalmente, aliás, nunca foi tão fácil explicar e entender o que é crescimento exponencial:

O mundo não será mais como era antigamente

O mundo não será mais como era antigamente. Pareceria ousado assim afirmar há duas semanas? Certamente. Mas, agora, passadas duas semanas, parece que a afirmação encontra eco no mundo inteiro. O isolamento forçado está mudando os hábitos de todos. As pessoas estão migrando para o digital não porque querem, mas porque é a única saída.

A pandemia vai cessar em algum momento no tempo, mas o mundo não vai voltar ao normal. É mais provável que o mundo volte para um “novo” normal (o Bruno Doneda pontua bem a questão). E o mesmo vale, aliás, para o Direito. A prática jurídica está sendo transformada. Os advogados estão trabalhando em home office e muitos deles mais do que antes.

Se você sempre hesitou em incorporar as novas tecnologias em sua prática profissional – seja por não querer aprender mais a respeito, seja por acreditar que o seu trabalho era suficiente sem elas –, não mais o faça. Não resista às novas práticas e incorpore, definitivamente, os avanços tecnológicos em prol da continuidade de suas atividades profissionais.

É hora de trocar as lentes

Não espere o início de maio (quando os prazos processuais serão, em tese, retomados) para tomar esta decisão. Comece a estudar agora novos sistemas para aprimorar a rotina de seu escritório. Use aplicativos de videochamadas, produtividade, foco e gestão de tarefas. Acompanhe os eventos online de inovação jurídica para se manter atualizado(a).

É provável que você goste:

Home office: 3 ferramentas para melhorar o foco, a produtividade e a gestão de tarefas

Home office: 4 ferramentas de chamadas de voz e videochamadas para trabalhar em casa

Aproveite a oportunidade para fazer aqueles cursos que você sempre adiou. Utilize o espaço de LIVEs no Instagram para compartilhar conteúdo de valor com colegas, clientes e leads. Convide pessoas para ministrar aulas abertas. Compartilhe conhecimento. Em suma, seja colaborativo. Aproveite o potencial das redes sociais para se destacar na advocacia.

O mundo (do Direito) não será mais como antes. Troque suas lentes. É bem provável que a quarentena seja mais longa que o previsto. Mas, apesar de todos os contratempos, é possível, sim, manter a continuidade da atividade e até mesmo alçar voos mais altos que antes da pandemia. Enfim, a decisão de se reinventar (ou não) está em suas mãos, leitor(a).


Quer estar por dentro de tudo que envolve Direito, inovação e novas tecnologias?

Siga-me no Facebook, Instagram e LinkedIn e acompanhe conteúdos diários para se manter atualizado.

Bernardo de Azevedo

Advogado, empreendedor, professor e pesquisador de novas tecnologias. Acredita no poder da informação como forma de incentivar as pessoas a promover mudanças.

Anterior

Como está a produção legislativa em meio à pandemia do COVID-19?

Próximo

Pandemia coloca a advocacia à prova: qual é a sua escolha?