Plataforma online ajuda ex-casais a dividirem seus bens

O governo da Austrália lançou uma plataforma online que usa inteligência artificial para ajudar ex-casais a dividirem seus bens. Desenvolvida pela National Legal Aid, em parceria com a Legal Services Commission of South Australia, a iniciativa de US$ 3 milhões também auxilia os envolvidos a realizarem acordos em relação à guarda dos filhos.

Conheça a plataforma online australiana

A plataforma, batizada de Amica, utiliza inteligência artificial para fazer sugestões de como dividir o dinheiro e propriedades, a partir das informações inseridas pelas partes. As recomendações do sistema se baseiam tanto nas circunstâncias particulares do ex-casal, como na maneira como os tribunais australianos costumam decidir casos análogos.

A Amica não é ideal para todos os ex-casais, sendo projetada para relacionamentos que tiveram términos “relativamente amigáveis” e não complexos. Em síntese, ela não substitui o conselho de profissionais da advocacia especializados em Direito das Famílias. Mas é capaz de ajudar a gerenciar melhor a separação e reduzir os pontos de divergência das partes.

plataforma online 01
Em síntese, a Amica utiliza inteligência artificial para fazer recomendações

Só para ilustrar: a Amica oferece informações gratuitas para auxiliar ex-casais, oferecendo um passo a passo para facilitar o processo de divisão de bens e guarda dos filhos. Para aqueles(as) que desejam manter contato com os ex-parceiros(as) de modo mais formal após o início do procedimento, aliás, é possível enviar mensagens pela própria plataforma.

De acordo com Gabrielle Canny, diretora da National Legal Aid,

Há quase 50.000 divórcios por ano na Austrália. A Amica cortará despesas jurídicas, reduzirá a pressão sobre os tribunais e ajudará a fornecer assistência jurídica oportuna e outros apoios. Ela oferece uma abordagem passo a passo para ajudar ex-casais a alcançarem acordos amigáveis ​​e registrá-los em linguagem simples numa plataforma digital segura. – Gabrielle Canny

Outras plataformas de divórcio e separação online

A startup Amicable, que oferece serviços online para ajudar casais a se divorciarem, recentemente ganhou os holofotes ao receber uma rodada de investimentos de £ 488.000 (cerca de R$ 3,2 milhões). A iniciativa propõe resolver os conflitos entre os casais com redução de “um terço do custo de um advogado e metade do custo de uma mediação”.

É provável que você goste:

Investidores apostam em startup que propõe divórcio online sem advogados


Quer estar por dentro de tudo que envolve Direito, inovação e novas tecnologias?

Então, siga-me no Facebook, Instagram e LinkedIn e acompanhe conteúdos diários para se manter atualizado.

Bernardo de Azevedo

Advogado, empreendedor, professor e pesquisador de novas tecnologias. Acredita no poder da informação como forma de incentivar as pessoas a promover mudanças.

Anterior

O futuro dos tribunais, na visão de Richard Susskind

Próximo

MPRJ adota elementos visuais em ações civis públicas