Sem Processo propõe conectar advogados para reduzir os conflitos no mundo

Continuo a série de entrevistas com (co)fundadores de lawtechs e legaltechs do Brasil. Na entrevista de hoje, recebi o Sem Processo, uma plataforma de negociação online, exclusiva e gratuita para advogados. A iniciativa, que propõe conectar advogados e reduzir os conflitos no mundo, oferece recursos  de negociação online entre as partes através de chat, abrangendo toda a cadeia de tratativas.

Conversei com o CEO do Sem Processo, Bruno Feigelson, que me forneceu informações sobre o status atual e os planos da startup.

Conheça, então, mais detalhes do Sem Processo:

sem processo 01

1. Como surgiu o Sem Processo?

O Cadu, um dos cofundadores, que é casado com uma prima minha, me procurou em uma festa de família para que ingressasse com uma ação contra uma empresa de telefonia, algo muito comum no Brasil. Na época, eu advogava na área corporativa e pensei que não fazia sentido propor mais uma ação, com o Judiciário superlotado. Por coincidência, eu conhecia uma pessoa no departamento jurídico da empresa de telefonia e consegui fazer um acordo, resolvendo o caso do Cadu.

Foi nesse momento que eu e o Cadu pensamos: se a gente conseguiu resolver o problema dele, quantas outras pessoas não estariam passando pela mesma situação e que seria possível resolver também? Descobrimos então que o Brasil tinha 100 milhões de processos ajuizados, sendo um dos países que mais gasta o percentual do PIB com o Judiciário, o equivalente a 2%. Além disso, temos mais de 1.400 faculdades de Direito e mais de 1,4 milhões de advogados. Enfim, fez todo sentido criar a plataforma para conectar advogados e resolver esse conflitos.

2. Quais são os serviços oferecidos pelo Sem Processo?

Somos uma plataforma online que conecta advogados. Em resumo, temos dois módulos. Um deles é o pré-contencioso, em que o advogado insere sua petição inicial na plataforma, antes de buscar a justiça. E o modelo contencioso, que vem crescendo muito, no qual as empresas procuram os advogados por meio da nossa plataforma.

É provável que você goste:

Conheça Contraktor, a startup que descomplica a gestão de contratos das empresas

3. Qual o diferencial do Sem Processo em relação às demais iniciativas que oferecem serviços/produtos similares?

Somos a única plataforma exclusiva para advogados. Ou seja, não permitimos que não advogados utilizem a plataforma, sendo necessário ter uma OAB válida. Além disso, trafegamos mais de 1 bilhão de reais em acordos em 2018. Esse ano o número deve ser ainda maior. Estamos tracionando, conseguindo gerar muito acordos, gerar muitas economias e contribuído com as empresas.

4. O Sem Processo tem um Propósito Transformador Massivo (MTP)? Se sim, qual?

Sim, conectar advogados para reduzir os conflitos no mundo. Sendo assim, tudo que estiver relacionado a conectar advogados e reduzir conflitos é o nosso propósito.

5. Quem são as pessoas por trás da startup?

O Sem Processo hoje tem mais de 30 pessoas trabalhando. Temos um time enxuto, mas que atende várias empresas grandes. Cada pessoa por trás do Sem Processo é brilhante, e eu tenho o prazer e a honra de trabalhar com cada uma delas. Em resumo, temos um time legal das mais diversas formações, entre programadores, advogados, pessoas de marketing, publicitários. Enfim, um time super completo.

6. Quais são os planos do Sem Processo para os próximos anos?

Queremos continuar crescendo e reduzir o percentual do gasto do PIB com o Judiciário. Queremos reduzir o número de processos. Só para ilustrar: por ano entram mais ou menos 30 milhões de processos e se resolvem mais ou menos isso. E o estoque de 80 milhões de processos se mantém. Queremos reduzir o estoque de processos no Brasil. Isso é um problema do Estado.

Queremos fazer com que as empresas gastem menos e que os consumidores, empregados e clientes consigam ter um acesso à justiça mais rápido. Além disso, queremos que os advogados tenham seus honorários de maneira mais célere. Desejamos seguir crescendo, seguir conectando advogados, seguir conectando empresas. Enfim, ser a melhor plataforma de acordos do mundo.

Lawtechs e legaltechs

Então, já conhecia o Sem Processo? Deixe seu comentário abaixo!

No mais, continuamos nossa imersão pelo mundo das lawtechs e legaltechs na próxima entrevista!


Quer estar por dentro de tudo que envolve Direito, inovação e novas tecnologias?

Então, siga-me no Facebook, Instagram e LinkedIn e acompanhe conteúdos diários para se manter atualizado.

Bernardo de Azevedo

Advogado, empreendedor, professor e pesquisador de novas tecnologias. Acredita no poder da informação como forma de incentivar as pessoas a promover mudanças.

Anterior

Vídeos: como eles podem aprimorar as petições dos advogados

Próximo

Conheça Dados Legais, a startup que garante o controle e gestão dos dados pessoais