TJMA vai inaugurar seu próprio laboratório de inovação

O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) vai inaugurar, nesta semana, seu próprio laboratório de inovação. O ToadaLab será, em síntese, um ambiente criativo e colaborativo, projetado para estimular a inovação e criação de soluções inteligentes aos desafios da corte maranhense. A ala 6, do 4º andar do Fórum de São Luís, sediará o laboratório.

ToadaLab, o laboratório de inovação do TJMA

Hoje existem diversos laboratórios de inovação espalhados pelo país, e o ToadaLab foi projetado após diversas visitas, tanto presenciais quanto virtuais, a esses ambientes. A ideia, em suma, é que o ambiente estimule a criação de ideias, para que todos os participantes exponham suas ideias e transformem insights em novos projetos e soluções.

A inovação é uma das estratégias centrais da atual gestão do TJMA e está sendo capitaneada pelo Comitê de Gestão de Inovação da corte, criado pela Resolução GP – 312020. O comitê elaborou parte do programa de gestão de inovação no TJMA, para implementação nos próximos meses. Conforme o desembargador Lourival Serejo, presidente do TJMA,

Estamos implementando a inovação do Judiciário e incrementando o avanço da tecnologia artificial, para proporcionar uma Justiça mais sofisticada e avançada. O Comitê de Inovação é a projeção da nossa administração para o futuro. – Lourival Serejo (presidente do TJMA)

próprio laboratório de inovação 01
O ToadaLab será, em síntese, um ambiente criativo e colaborativo

É provável que você goste:

TJRR inaugura laboratório de inovação e inteligência

Metodologia centrada na experiência do usuário

A exemplo de outros laboratórios, o TJMA adotará o Design Thinking como metodologia principal para a criação das soluções. O objetivo, em resumo, é pensar em ferramentas centradas na experiência do usuário. Ou seja, pensar as necessidades dos jurisdicionados de forma holística, a partir das etapas de imersão, ideação e prototipagem.

A contribuição das pessoas nesse tipo de ambiente, com o uso do método correto e com a orientação de pessoas treinadas, tornará a ideia possível de acontecer. – Lourival Serejo (presidente do TJMA)

Quer estar por dentro de tudo que envolve Direito, inovação e novas tecnologias?

Siga-me no FacebookInstagram e LinkedIn e acompanhe conteúdos diários para se manter atualizado.

Bernardo de Azevedo

Advogado, empreendedor, professor e pesquisador de novas tecnologias. Acredita no poder da informação como forma de incentivar as pessoas a promover mudanças.

Anterior

Esta empresa sul-africana criou um modelo de contrato em quadrinhos

Próximo

Os escritórios de advocacia do futuro serão desmaterializados?