TJMS inaugura seu próprio laboratório de inovação

O Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul (TJMS) inaugurou seu próprio laboratório de inovação. Caberá à iniciativa, instituída pela Portaria 2.085/2021, elaborar as diretrizes de fomento à gestão estratégica e à inovação, estimular a colaboração, além de propor programas, projetos e ações de inovação, automação e inteligência.

Laboratório de inovação do TJMS

Conforme a portaria, o laboratório deverá valorizar o usuário final do serviço e adotar uma visão multidisciplinar sobre os problemas, com trocas de experiências. Além disso, deverá priorizar projetos de automação e de inteligência artificial, para “reduzir a carga operacional dos usuários e o respectivo aumento de produtividade dos servidores”.

O LabJus será composto de um magistrado, designado pelo presidente da corte, que figurará como coordenador. Caberá ao coordenador, em síntese, indicar dois juízes e dois servidores do tribunal para auxiliá-los na condução dos trabalhos. O laboratório também contará com a participação do Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI).

É provável que você goste:

TJPI inaugura seu próprio laboratório de inovação

tjms 01
O TJMS já conta com seu próprio laboratório de inovação

O LabJus poderá atuar em conjunto com outros laboratórios de inovação ou mesmo com agentes de inovação dos setores público e privado. A portaria que institui o laboratório permite ainda o estabelecimento de parcerias não onerosas, com objetivo de facilitar a troca de experiências, além do oferecimento de treinamentos aos laboratoristas.

Polícia de gestão da inovação

A portaria segue as diretrizes da Resolução 395/2021, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Conforme o documento, os órgãos do Poder Judiciário deverão implementar a política de gestão da inovação, instituindo laboratórios de inovação, ou espaços similares, físicos ou virtuais. Além do TJMS, outros estados já contam com seus próprios laboratórios.

Acesse a portaria

Clique AQUI para ler a portaria.


Enfim, quer estar por dentro de tudo que envolve Direito, inovação e tecnologia?

Siga-me, então, no FacebookInstagram e LinkedIn e acompanhe conteúdos diários para se manter atualizado.

Bernardo de Azevedo

Advogado, empreendedor, professor e pesquisador de novas tecnologias. Acredita no poder da informação como forma de incentivar as pessoas a promover mudanças.

Anterior

Advogados investem em tecnologia e novas formas de prestar serviços

Próximo

Defensoria Pública do ES cria guia visual para facilitar atendimento aos cidadãos