TRT7 adota Visual Law em manual para audiências virtuais

O Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (TRT7), que exerce jurisdição no estado do Ceará (CE), lançou um manual para audiências virtuais com Visual Law, para facilitar o acesso e manuseio das funcionalidades do aplicativo Zoom. O servidor Cristiano Carvalho Fialho, da 13ª Vara do Trabalho de Fortaleza (CE), elaborou o modelo do manual.

O Zoom foi instituído como plataforma oficial para a realização remota de audiências e sessões de julgamento nos órgãos da Justiça do Trabalho. Por determinação do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), aliás, o TRT/CE passará a utilizar exclusivamente o aplicativo a partir de maio. O manual busca, assim, facilitar o manuseio da ferramenta.

Visual Law em manual para audiências virtuais

Em síntese, o manual reúne ícones, ilustrações e print screens para que magistrados e servidores compreendam o funcionamento do aplicativo. O documento adota “os conceitos e técnicas de Legal Design e Visual Law”. O objetivo das técnicas, em resumo, é “facilitar a leitura, a compreensão e o acesso à plataforma Zoom e suas funcionalidades”.

Conforme Cristiano Carvalho Fialho, em informações exclusivas para este site, a ideia surgiu a partir da necessidade de produzir um manual acessível e de fácil compreensão para os usuários; inclusive para aqueles que possuem mais dificuldades com o uso das tecnologia. Nas palavras do servidor da 13ª Vara do Trabalho de Fortaleza (CE):

Sabemos que conceitos tecnológicos nem sempre são acessíveis, assim como alguns termos e conceitos jurídicos. Dessa forma, tornar o manual mais acessível para os servidores e para os magistrados, utilizando ferramentas de Visual Law, era o primeiro passo para demonstrar que a acessibilidade pode ser alcançada independente da área do conhecimento, inclusive dentro do Judiciário. – Cristiano Carvalho Fialho (Servidor da 13ª Vara do Trabalho de Fortaleza)

É provável que você goste:

Projeto de lei permite uso de QR Codes nos processos judiciais eletrônicos

Acessibilidade, empatia e atendimento humanizado

Na visão de Cristiano Carvalho Fialho, a acessibilidade está diretamente conectada com a empatia, com a capacidade de pensar na realidade do outro e de enxergar as dificuldades e desejos. De acordo com o servidor, a acessibilidade aproxima o usuário do serviço ou da atividade prestada, tornando a experiência final mais proveitosa e frutífera:

Assim, desenvolver inicialmente um manual com conceitos de Legal Design e Visual Law é caminhar no desenvolvimento de uma prestação mais humanizada. – Cristiano Carvalho Fialho (Servidor da 13ª Vara do Trabalho de Fortaleza)

Confira, em suma, algumas páginas do documento:

manual para audiências virtuais 01
Clique para mais zoom

manual para audiências virtuais 02



Clique AQUI para baixar o manual.


Enfim, quer estar por dentro de tudo que envolve Direito, inovação e novas tecnologias?

Siga-me no FacebookInstagram e LinkedIn e acompanhe conteúdos diários para se manter atualizado.

Bernardo de Azevedo

Advogado, empreendedor, professor e pesquisador de novas tecnologias. Acredita no poder da informação como forma de incentivar as pessoas a promover mudanças.

Anterior

Projeto de lei permite uso de QR Codes nos processos judiciais eletrônicos

Próximo

Escritórios de advocacia estavam preparados para o trabalho remoto, revela pesquisa