Barcelona inaugura centro de tecnologia jurídica

Barcelona, um dos destinos turísticos mais visitados do mundo, acaba de inaugurar seu primeiro centro de tecnologia jurídica. Um grupo formado por escritórios de advocacia, empresas e universidades lançou, nesta semana, o Global LegalTech Hub. Além dos 18 membros fundadores, a iniciativa conta com o apoio da Universidade de Barcelona e da empresa Red Points, especializada em proteção de marcas.

Em síntese, o objetivo do Global LegalTech Hub é promover a transformação digital no campo jurídico. A iniciativa propõe conectar advogados, empreendedores, empresas, instituições e startups jurídicas. Inicialmente, o financiamento do projeto ficará a cargo dos membros fundadores e de patrocinadores. No entanto, as expectativas são de que pelo menos 100 pessoas se associem ao hub nas próximas semanas.

É provável que você goste:

Conheça as principais categorias de legaltechs dos países nórdicos

Hub de tecnologia jurídica em Barcelona

De acordo com Elena Lauroba, professora da Faculdade de Direito da Universidade de Barcelona, a iniciativa incentivará o uso das tecnologias de informação e comunicação em prol das profissões jurídicas. O hub será um espaço no qual as startups coexistirão com empresas e instituições conhecidas. O objetivo é formar um canal de comunicação e cooperação para enfrentar os desafios do setor jurídico espanhol:

[Precisamos de] vias de comunicação e cooperação para fornecer uma melhor resposta aos desafios gerados por novas ferramentas, também no que diz respeito à proteção dos direitos fundamentais dos cidadãos. – Elena Lauroba

O evento de lançamento contou com a presença de mais de 120 pessoas (Reprodução/Facebook)

Liderando a transformação para o modelo digital

Conforme a diretor-executiva da Red Points, Laura Urquizu, o hub reúne os principais profissionais e players interessados em inovar no setor jurídico. De acordo com ela, a associação não só reconhece os impactos das novas tecnologias no campo do Direito, como pretende liderar a transição para o novo modelo. O que se busca, em síntese, é promover a transformação digital no universo jurídico espanhol.

O projeto foi idealizado em 2019 e constituído na Ordem dos Advogados de Barcelona em 17 de fevereiro de 2020, mas a reunião de lançamento ocorreu nesta semana. O evento reuniu mais de 120 pessoas, entre investidores, empresários e cofundadores de startups, energizando os planos do Global LegalTech Hub de se tornar, a longo prazo, um importante centro internacional para o mercado de tecnologia jurídica.


Quer estar por dentro de tudo que envolve Direito, inovação e novas tecnologias?

Então, siga-me no FacebookInstagram e LinkedIn e acompanhe conteúdos diários para se manter atualizado.

Bernardo de Azevedo

Advogado, empreendedor, professor e pesquisador de novas tecnologias. Acredita no poder da informação como forma de incentivar as pessoas a promover mudanças.

Anterior

Como a inteligência artificial está transformando a prática jurídica

Próximo

Jurimetria Neural identifica a probabilidade de perder a ação com base no perfil do julgador