TRT14 implementa Juízo 100% Digital

O Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região (TRT14), que abrange os estados da Rondônia e Acre, implementou o Juízo 100% Digital, para executar atos processuais exclusivamente por meio eletrônico. O TRT14 é a terceira corte a aderir ao modelo, depois do Tribunal da Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) e do Tribunal da Justiça da Paraíba (TJPB).

Juízo 100% Digital no TRT14

Os servidores do TRT14 já estavam familiarizados com o Processo Judicial Eletrônico (PJe), sistema utilizado desde 2014. Além disso, já vinham atendendo remotamente pessoas residentes em localidades com difícil acesso ao Poder Judiciário. Juntos, tais fatores permitiram a adoção do Juízo 100% Digital, aprovado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Com o novo modelo, em síntese, as varas trabalhistas do estados da Rondônia e Acre passarão a atender o público por meios eletrônicos, como videochamadas, e-mail, WhatsApp e telefone. O novo formato é visto com bons olhos pelos servidores e magistrados, dentre eles o juiz Fernando Sukeyosi, atualmente auxiliar da presidência do TRT14:

Os benefícios à população consistem na melhoria da prestação jurisdicional por meio de uso inteligente e intensivo das ferramentas eletrônicas para a tramitação do processo, o que traz agilidade, economia e superação das distâncias geográficas, sem qualquer prejuízo à segurança jurídica e observadas todas garantias processuais. – Fernando Sukeyosi

TRT14 01
O TRT14 é, em resumo, a terceira corte a aderir ao Juízo 100% Digital

É provável que você goste:

CNJ publica cartilha sobre Juízo 100% Digital

Investimento em atendimento virtual

O TRT14 vem investindo no atendimento remoto. Só para ilustrar: desde o início da pandemia foram realizadas mais de 14 mil audiências em processos trabalhistas nos estados da Rondônia e Acre. Além disso, a corte criou secretarias virtuais – salas de videoconferência com links fixos para atender partes, advogados e demais jurisdicionados.

Essas medidas, aliadas ao sistema do PJe, possibilitaram a adoção do Juízo 100% Digital. Nesse contexto, estimamos que todos os cidadãos da jurisdição do tribunal que desejarem podem ser atendidos remotamente. – Fernando Sukeyosi

Além do TRT14, aliás, o TJRJ e o TJPB também aderiram ao Juízo 100% Digital. O novo modelo, aprovado por unanimidade pelo CNJ e instituído pela Resolução nº 345/2020, é facultativo. Em suma, tanto os tribunais quanto as partes essas até o momento da contestação, nos termos do art. 3º da Resolução podem escolher ou não o formato.


Quer estar por dentro de tudo que envolve Direito, inovação e novas tecnologias?

Siga-me no FacebookInstagram e LinkedIn e acompanhe conteúdos diários para se manter atualizado.

Bernardo de Azevedo

Advogado, empreendedor, professor e pesquisador de novas tecnologias. Acredita no poder da informação como forma de incentivar as pessoas a promover mudanças.

Anterior

TJRR está usando inteligência artificial para automatizar a expedição de mandados

Próximo

TJMA adota o Juízo 100% Digital